# Tempo... Quanto tempo ainda me resta?


Sunday, 13th May 2012


Uns dias atrás, numa roda de amigos - "tipo jogando conversa fora" -, alguém desatou a explanar sob algumas das minhas peripécias.

... Coisas do passado, sobre as quais eu já nem me lembrava mais.

Enquanto as palavras ecoavam pelos ventos, fui resgatando imagens antigas, que havia guardado no sótão da minha alma.
O passado se descortinou lentamente, trazendo de volta recordações de outrora... de um tempo em que o tempo pouco importava, pois tinhamos todo o tempo do mundo!


Poxa!!!
Tô "estraçalhando" no português... rsrs... Falei bonito agora, heim?!
Mas, vamos em frente...
Tantos fatos sem fotos, perdem-se no limiar de uma exaurida memória - quase cinquentenária -, que busca sobreveviver de chances como esta, emergindo ainda que timidamente, de folhas desgastadas pelos anos.Coisas que ficaram em algum lugar do tempo, ou num canto qualquer da história... ou simplesmente adormecidos na fugaz vastidão da minha lenda pessoal!

Não sei ao certo o que senti!

Racionalmente, entendo apenas que o tempo flui, como as águas caudalosas por sobre as pedras de um riacho, aparando suas arestas e cobrindo-as de limbo.

O homem cobre-se de suas próprias cinzas, enquanto curva-se ao solo, pela mão pesada dos seus desígnios.

A vida simplesmente passa... assim como o sol e a chuva, como amanhacer ou o entardecer... Como o tempo e o vento!
Somos aquilo que foi, aquilo que é, e tudo aquilo que ainda esta por vir.
Transformamo-nos todos os dias - não necessariamente para melhor!
A vida corrige o que é corrigível, mas desgraçadamente abandona o que é abandonável.

Continuo no páreo!

Mas não sei... Quanto tempo ainda me resta?

2 comentários:

Search ilmu disse...

visit today ,,, please visit back

Espiritismo e Educação disse...

Ficamos felizes em tê-lo como nosso seguidor e também colocamos nosso nome para se seu seguidor.
Queremos aproveitar a oportunidade para lhe pedir o nome dessa música cantada por Elvis no aparelhinho ao lado. Continuemos firme, mesmo sem saber qunato tempo nos resta, sempre fortes e confiantes em fazer o melhor, por nós, pelos nossos e por todo o Planeta.
Fraternalemnte,

http://espiritismo-e-educacao.blogspot.com.br/

Postar um comentário